Central: 0800 284 5551
Tel: (71) 3321-1543 - Telefax.: (71) 3321-5196 - cedeca@cedeca.org.br
Rua Gregório de Matos, Nº 51 - 2º andar - 40.026-240 - Pelourinho - Salvador/Bahia

A Instituição

Áreas de Atuação

 

Homicídios

O direito à vida é o mais fudamental de todos os direitos humanos. Por isso, o CEDECA-Ba tem o enfrentamento aos homicídios de crianças e adolescentes como sua missão primeira. Desde que o Centro foi criado, em 1991, a Bahia figura entre os estados brasileiros com os maiores índices de assassinatos de menores de 18 anos. Em muitos casos, a violência é institucional, praticada por agentes do Estado.

As ações desenvolvidas pelo CEDECA-Ba nesta área têm como objetivo quebrar o ciclo da impunidade, promovendo o acesso à Justiça. Através do acesso à Justiça, do suporte às famílias vitimizadas, da socialização do Estatuto da Criança e do Adolescente e da mobilização social, o CEDECA-Ba acredita estar contribuindo para a construção de nova cultura de direitos.

Violência Sexual

Enquanto os meninos são as principais vítimas de assassinatos, as meninas são mais vulneráveis à violência sexual. Elas são abusadas, violentadas e exploradas. A violência sexual quando não causa a morte, deixa graves sequelas físicas e psicológicas. Fatores como gênero e classe social contribuem para a ocorrência de abuso e exploração sexual.

O CEDECA-Ba atua nesta área recuperando a auto-estima de meninos e meninas em situação de violência sexual, fortalecendo suas famílias, exigindo a responsabilização dos agressores e mobilizando a sociedade para o enfentamento do problema. A omissão e o medo são os principais aliados de quem abusa e explora sexualmente crianças e adolescentes.

Estratégias

  • Participação e monitoramento na formulação de políticas públicas sociais básicas;
  • Realização de pesquisas setoriais e diagnósticos da realidade em que serão desenvolvidas as ações;
  • Articulação junto a órgãos governamentais, não-governamentais, sociedade civil organizada, artistas e outros segmentos;
  • Formação da opinião pública através da mobilização dos meios de comunicação, influenciando na elaboração de políticas públicas de defesa e promoção dos direitos fundamentais de crianças e adolescentes.

Últimas Notícias

Agenda