Central: 0800 284 5551
Tel: (71) 3321-1543 - Telefax.: (71) 3321-5196 - cedeca@cedeca.org.br
Rua Gregório de Matos, Nº 51 - 2º andar - 40.026-240 - Pelourinho - Salvador/Bahia

Notícias

Observatório registra mais de mil atendimentos de crianças e adolescentes durante jogos da Copa do Mundo
11 de Julho de 2014

Observatório registra mais de mil atendimentos de crianças e adolescentes durante jogos da Copa do Mundo

Compartilhe:


Os últimos dados coletados pelo Observatório de Violação de Direitos de Crianças e Adolescentes em Grandes Eventos (OVDCA), coordenado pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (Sedes) confirmam 1054 atendimentos de violações de direitos de crianças e adolescentes. A coleta foi realizada desde a abertura da Copa do Mundo até a última quarta-feira (09). A ação coordenada pelo Plantão Integrado funciona em parceria com secretarias e órgãos estaduais e municipais. Das ocorrências enviadas ao OVDCA, 751(71%) são de violações de direitos de crianças e adolescentes e 294(28%) correspondem a atos infracionais cometidos por adolescentes. Do total de atendimentos, 353(33%) eram de crianças, 686(65%) de adolescentes e 14(1%) não informaram a idade.

Modalidade – A maioria dos atos infracionais cometidos pelos adolescentes correspondeu a roubo 97(33%), seguido do tráfico de drogas 43(15%), agressão 29(10%) e dano ao patrimônio 29(10%). Entre as violações de direitos, o trabalho infantil 369(49%) correspondeu ao maior número de atendimentos neste período, seguido da violência física 125(17%), mas os dados do OVDCA alertam para o uso abusivo de álcool. De acordo com Aline Ribas, coordenadora do posto médico avançado, da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), os números podem parecer pequenos, mas a realidade é preocupante. “Só aqui na Barra, nós atendemos sete adolescentes, entre 14 e 17 anos, sob efeito de álcool, três em estado de coma alcoólico, que foram removidos para hospitais”.

Unidades – As ocorrências foram feitas pela Secretaria de Promoção Social e Combate a Pobreza (SEMPS) - 383(36%), Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes contra Crianças e Adolescentes (DERCCA) - 173(16%), Delegacia do Adolescente Infrator (DAI) - 125(12%), Conselhos Tutelares (CT)- 102 (10%), Ministério Público Estadual (MPE) - 96(9%)Fundação da Criança e Adolescente (FUNDAC) - 71(7%), Secretaria Municipal de Saúde (SMS) - 45(4%), Instituto Médico Legal Nina Rodrigues (IMLNR) - 32 vivos e 3 óbitos 35(3%), Defensoria Pública do Estado (DPE) - 9(1%) 1ª Vara da Infância e Juventude - 7(1%)Superintendência Regional do Trabalho e Emprego (SRTE) - 6(1%) e dois do Plantão Integrado.


Autor: Ascom Sedes

Últimas Notícias

Agenda


Combata o abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes.
Se você sabe de algum caso, faça sua denúncia anônima. Não fique de braços cruzados.